terça-feira, dezembro 27, 2005

Estreia

Esta noite decidi tornar-me um blogger!
Caros leitores,
venho por este meio apresentar-me nas arenas deste blog, esperando fazer umas quantas "faenas", espetar umas boas "farpas" (tal como a Mítica Geração de 70 de Antero de Quental, Eça de Queiroz entre outros) e, se possível, evitar ser "colhido".
Prometo "lidar" com touros mansos e bravos, anunciar e denunciar casos que fazem deste nosso Portugal um país de 3º mundo.
Espero uma saída em ombros após várias voltas à praça,
Explicar porque o "meu" Alentejo é uma desgraça,
Apontar os podres do nosso país,
Que toda a gente sabe mas que ninguém diz!
Mas como estamos numa época festiva, vou ficar por aqui! Eu vou, mas eu volto
Até breve

sexta-feira, dezembro 23, 2005

É Natal!


Este blog deseja a todos um Santo Natal e um 2006 em GRANDE!
Voltamos em Janeiro de 2006 com o blog de novo completo e com reforços nos comentários, até lá.

terça-feira, dezembro 20, 2005

e-m@ils da treta

Recebi este mail sobre outros e-mails:

Quando vocês reenviarem mensagens, retirem os nomes e endereços de e-mail das pessoas por onde esses e-mails já passaram.

Há programas a rodar na Internet para "apanhar" tudo o que estiver antes e depois de um "@". Isso é vendido a Spammers, que muitas vezes espalham vírus.

Quando mandarem uma mensagem para mais do que uma pessoa, não enviem com o "Para" nem com o "Cc", enviem com o "Cco" (carbon copy ocult) ou "Bcc" ( em "opções" seleccionar "Bcc", que abre um campo abaixo do "Cc"), (blind carbon copy), que não vai aparecer o endereço electrónico de nenhum destinatário...
Tenham especial atenção aos seguintes pontos:


1) As grandes empresas NÃO usam correspondência do tipo corrente (chain-letters). A Microsoft e a AOL NÃO estão a oferecer US$ 245 a cada reenvio de e-mail. A Ericsson ou a Nokia NÃO está a oferecer telemóveis. Aliás, pense bem, como é que eles vão saber se você reenviou estes emails para outros endereços?
2) A BAYER e a NESTLÉ NÃO estão a dar kits gratuitos para quem reenviar e-mails e mandar a confirmação para o endereço indicado .
3) A MTV NÃO vos dará o direito de ficar nos bastidores se vocês remeterem correspondência a um monte de gente.
4) A Abraço não recebeu 30 crianças com HIV.
5) NÃO existe uma organização de ladrões de rins. Ninguém acorda numa banheira cheia de gelo, mesmo se um amigo jurar que isto aconteceu ao primo do amigo do conhecido dele.
6) Não está ninguém a morrer por falta deste ou daquele tipo de sangue, existem meios de comunicação entre os hospitais e o Instituto do Sangue.
7) NÃO existem os vírus "Good Times", "Bad Times", "Sapos Budweiser", etc. Na verdade, vocês NUNCA, mas NUNCA mesmo, devem reenviar qualquer e-mail alertando sobre vírus antes de confirmarem num site fiável de uma companhia real, que estas o tenham identificado.
8) Cortem aqueles quilómetros de cabeçalhos com endereços dos e-mail's.
9) Existem mulheres que estão realmente a sofrer no Afeganistão, e as finanças de diversas empresas filantrópicas estão vulneráveis, mas reenviar um e-mail NÃO ajudará estas causas. Se vocês quiserem ajudar, procurem a melhor forma junto da vossa Junta de Freguesia, a Amnistia Internacional ou a Cruz Vermelha. E-mails com "os abaixo-assinados" geralmente são falsos e nada significam para quem detém o poder para fazer alguma coisa sobre no que está a ser denunciado. São meios de obter endereços electrónicos.
10) NÃO existe nenhum projecto para ser votado no Congresso Brasileiro que reduzirá a área da Floresta Amazónica em 50%. E nem para deixar de cobrar portagens. Portanto NÃO percam tempo nem "façam figuras tristes" assinando e reenviando aqueles furiosos abaixo-assinados de protesto, ou comunicando este tipo de coisas."
11) Vocês NÃO vão morrer nem ter azar no amor se rebentarem uma corrente. Sejamos inteligentes e recusemos essa maneira imbecil de ajudar os hackers e os spammers (propagandas).
12) Escrever um e-mail ou enviar qualquer coisa pela Internet é fácil...NÃO acreditem, automaticamente, em tudo. Observem o texto, reflictam, analisem tudo isto antes de reenviarem aos amigos.
13) Quando recebemos mensagens pedindo ajuda para alguém, com alguma fotografia comovente, NÃO reenviem apenas "para fazerem a vossa parte"...pode haver alguém cheio de más intenções, por de trás deste e-mail...verifiquem a veracidade das informações... Afinal, próximo da vossa casa, há sempre alguém carente que vocês poderão ajudar, se esta for a vossa opção de vida.
14) Cuidado! Muito cuidado com as mensagens-lista de dados de pessoas, que cada um vai assinando, colocando os seus endereços, telefones reais e reenviando... Podem facilmente ser utilizadas por assaltantes, sequestradores, piratas informáticos, etc.


Balanço 2005

Este foi um ano de grandes contrastes; ora com vários temas para serem conmentados e ter que selecionar uns pioucos de muitos, ora com "silly seasons" longas demais.
Deixámos algumas rubricas a meio e que tentaremos retomar no próximo ano e com a reguralidade que os nossos amigos, leitores e visitantes merecem, como as nFrases da semana e continuaremos a rubrica sobre educação.
A partir do próximo 1 de Janeiro contaremos com mais dois colaboradores, o FC e o FB que serão também uma mais valia para este blog.
Mudámos de imagem e, por problemas de imcompatibilidade (o blog não é visto da mesma forma em todos os pc e há imagens que não abrem) teremos que voltar a fazê-lo; esperemos que seja desta!

Na lista dos que mais nos visitam, o compadre ramos do Alentejanices é quem segue na frente, logo seguido pelo JSM do Interregno e pela ER do Larger than life. Fora do pódio mas sempre em destaque pelas afinidades e pelas opinões partilhadas seguem o Velho da Montanha, o Geraldo Sem Pavor, os Santos da , Pena e Espada, Templários, Orgulhosamente Só, o conterrâneo Restaurador da Independência, o Teorema de Pitágoras, a Falange Lusitana, a Vida de Professor e o Heródoto, as Experiências Literárias e o amigo Profeta de Vendas Novas. O vizinho Alto da Praça, que mudou o blog a meio da época, contabiliza no total 46 visitas, situando-se assim logo a seguir do Larger than life.

Deixo ainda a lembrança para o debate de logo, que, e caso merecça comentários, será ainda alvo da picadela crítica antes das férias merecidas.

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Por cá vamos...

Não se passa nada e desta vez nem os debates para as presidenciais aquecem e fazem esquecer o frio que faz na rua. Mas pronto, há muito que não me ria tanto com alguém que pensa estar a falar a sério (entenda-se sem qualquer pretensão humorística e sem consciência de que possa estar a sê-lo)! Mário Soares quando mais fala "mais se enterra" e está cada vez mais parecido com a figura "homónima" que Bubu representa nas Bolas com Creme, nas manhãs da Antena 3.
Viram o debate com Manuel Alegre? Afinal para se ser presidente é quase essencial já se ter pexperiência no cargo?
E afinal o que é que cabe ao PR decidir? É que a tudo o que o Manuel Alegre disse pretender por em prática caso vença Soares respsondia que "não são bem essas as funções do PR."
Depois há o TGV com o qual virão "resmas" de postos de emprego (talvez para aqueles que vêm sentados no TGV desde Espanha) e o Aeroporto da OTA que se presume dure só uns trintas anos; um pouco menos que o tempo que Estado o demorará a pagar.
Enfim, só mesmo isto...de resto cá continuamos no país dos esquadrões de brincadeira enquanto na rua morrem polícias a sério!

Para não passar em claro

Estou grato a todos os que, independemente das camisolas que se vestem, se têm esforçado por me ajudar numa determinada situação complicada. É bom saber que ainda existem pessoas capazes de passar indiferentes à partidarice aguda e analisar as situações de forma séria e competente.
Agradeço também o apoio e compreensão de outras tantas pessoas.
Independentemente do resultado final, o esforço e a consideração demonstrada é meritório e este agradecimento é mais que justo.

sexta-feira, dezembro 09, 2005

"The theater of Dreams" é na Luz

Sempre ouvi falar que houve um época em todos o temiam.
Todos tinham receio de que ele lhes calhara em sorte.
Todos temiam o Inferno da Luz!

Desde há uns para cá este mito estava em decadência.
Assisti a jogos com 120 mil pessoas na velha Luz e já na "Nova Catedral" assisti a jogos com 65 mil. Mas nunca assim. Nunca com esta garra, esta vontade de vencer e esta força na alma!

Na passada quarta-feira, assisti a muito mais que jogo de futebol; assisti ao reanimar de um mito; assisti ao renascer do espírito que lhe dá o cognome de Glorioso; assisti ao regresso daquilo a que os mais chamavam "o BENFICA EUROPEU"!

Mais do que no campo, este jogo começou a ser ganho nas bancadas.
Assumo que parti de viagem em direcção à Luz com poucas ambições, havia uma réstia de esperança mas quem já antes se iludira tantas vezes começa a saber o que pode esperar.

Desfalcado de jogadores chave da sua estrutura habitual (e que todos assumem como sendo a mais forte), o Benfica entra em campo com 60.000 pessoas a gritar, assobiar e a bater os pés de tal forma que o barulho era ensurdecedor e as bancadas tremiam literalmente.

Se agora se gritava ..."Glorioso SLB" era só o Benfica perder a posse de bola e os gritos davam lugar aos assobios e ao "bate pés": um verdadeiro Inferno. Ninguém é capaz de jogar futebol naquelas condições sem que o ambiente lhe pese nos ombros (que o diga Cristiano Ronaldo*).

O Benfica mostrou garra e vontade de vencer; correu mais, esforçou-se mais, dedicou-se mais e contra isto não há táctica que vença.

Naquela noite, os Deuses estavam do lado dos diabos vermelhos portugueses e o "Theater of Dreams " de Old Trafford mudou-se para Luz e fez o Benfica vencer o Manchester United pela primeira vez na sua história. Está vingado o passado!

Sir Alex Fergusson disse no final: "Foi um ambiente fantástico. Grande atmosfera. Grande estádio!"

Este foi um jogo para lembrar mais tarde e dizer aos netos, orgulhoso e saudosista, com um bilhete carcumido na mão: "Eu estive lá!"

*não deixar ainda de dizer que, os grandes jogadores não o são só pelo que jogam; Cristiano mostrou que está ainda a anos luz de ser um jogador do nível de Figo ou de Eusébio, entre outros, pois estes eram gentlemens dentro e fora do revaldo, com ou sem assobios! Cristiano não foi nem mais, nem menos, assobiado que os outros e muitos lhe baterm palmas quando foi substituído, aí não concordo que fosse assbiado, no entanto, nada justifica sua atitude.

quinta-feira, dezembro 08, 2005

El Rei esteve em casa


Como é habitual, D. Duarte de Bragança esteve hoje presente na Procissão de Nª Srª da Conceição, em Vila Viçosa.
Atrás da figura do Santo Condestável, lá seguia o Duque de Bragança no cumprimento do dever e na realização das Suas convicções e da Sua fé.
Por ser o legítimo herdeiro da corôa nacional (no sentido figurativo; todos sabemos que a corôa a tem Nª Sr.ª da Conceição de Vila Viçosa) mas sobretudo por ser um Homem extremamente generoso, atencioso e simpático para com todos, D. Duarte é muito querido em Vila Viçosa e percorreu as suas ruas como sendo mais um peregrino no meio de tantas centenas.
A humildade com D. Duarte rege a sua maneira de ser, devería ser exemplo para todos.
Bem haja!

quarta-feira, dezembro 07, 2005

8 de Dezembro



Amanhã sugiro uma visita até Vila Viçosa porque faz 359 anos que...

Nas cortes celebradas em Lisboa no ano de 1646 declarou el-rei D. João IV que tomava a Virgem Nossa Senhora da Conceição por padroeira do Reino de Portugal, prometendo-lhe em seu nome, e dos seus sucessores, o tributo anual de 50 cruzados de ouro. Ordenou o mesmo soberano que os estudantes na Universidade de Coimbra, antes de tomarem algum grau, jurassem defender a Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Não foi D. João IV o primeiro monarca português que colocou o reino sob a protecção da Virgem, apenas tornou permanente uma devoção, a que os nossos reis se acolheram algumas vezes em momentos críticos para a pátria. D. João I punha nas portas da capital a inscrição louvando a Virgem, e erigia o convento da Batalha a Nossa Senhora, como o seu esforçado companheiro D. Nuno Álvares Pereira levantava a Santa Maria o convento do Carmo. Foi por provisão de 25 de Março do referido ano de 1646 que se mandou tomar por padroeira do reino Nossa Senhora da Conceição. Comemorando este facto cunharam-se umas medalhas de ouro de 22 quilates, com o peso de 12 oitavas, e outras semelhantes mas de prata, com o peso de uma onça, as quais foram depois admitidas por lei como moedas correntes, as de ouro por 12$000 réis e as de prata por 600 réis. O dogma da Imaculada Conceição foi definido pelo papa Pio IX em 8 de Dezembro de 1854, pela bula Ineffabilis. A instituição da ordem militar de Nossa Senhora da Conceição por D. João VI sintetiza o culto que em Portugal sempre teve essa crença antes de ser dogma. Em 8 de Dezembro de 1904 lançou-se em Lisboa solenemente a primeira pedra para um monumento comemorativo do cinquentenário da definição do dogma. Ao acto, a que assistiram as pessoas reais, patriarca e autoridades, estiveram também representadas muitas irmandades de Nossa Senhora da Conceição, de Lisboa e do país, sendo a mais antiga a da actual freguesia dos Anjos, que foi instituída em 1589.
O ponto mais alto desta multissecular devoção portuguesa reside naturalmente no histórico acontecimento da proclamação de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa como Padroeira de Portugal, feita pelo Rei D. João IV, em 25 de Março de 1646, por deliberação das Cortes de Lisboa de 1645-1646. Curiosamente, aquele santuário alentejano tivera a sua origem na decisão de D. Nuno Álvares Pereira, Condestável do Reino, que mandou edificar o primitivo templo. Foi pois um seu descendente, o Rei D. João IV, quem havia de coroar Padroeira e Rainha de Portugal a Senhora da Conceição no santuário de Vila Viçosa. Deve ainda acentuar-se o facto de a devoção à Mãe de Deus, sob o título de Imaculada Conceição, ter entrado profundamente na devoção popular em todo o país. O Solar da Padroeira, como é chamado o santuário de Vila Viçosa, continua a ser um local de peregrinação, sobretudo no dia 8 de Dezembro.

Ou tudo ou sai Koeman


SL BENFICA Vs. MANCHESTER U.

Eu vou lá estar!

segunda-feira, dezembro 05, 2005

Memória Virtual perigosamente baixa!

O meu computador está sempre a mostrar uma mensagem que diz qualquer coisa como: "memória virtual demasiado baixa".
Sei que não é um vírus mas eu estou igual, só assim se justifcaria não ter os parabéns a três grandes pessoas e três grandes amigos. Vou ter que comprar uma placa, não de dentes, mas de memória!

Gsp, Luís A. e Isabel, muitos parabéns.

Portugal podia ter sido outro

sábado, dezembro 03, 2005

Educação, escola e o Prof – 1

Um pensador da educação, João dos Santos, disse "Educar consiste numa pessoa oferecer-se como modelo; ser educado é a pessoa crescer e evoluir, de maneira a constituir-se a si próprio como modelo”.
É uma grande verdade, mas interessa explorara, analisar e perceber em que condições é que o professor se dá, como se dá, até onde se dá e o que dá?

Quais são as condições de, e para, se ser docente?
Porquê e quais os problemas desta profissão?
O que há a fazer para melhorar a condição docente? E a educação?

Estes são apenas alguns pontos que me proponho a comentar e que espero que vocês comentem também, afinal de contas, sou professor e a neutralidade “jornalística” pode tornar-se parcial e, imaginem, chegar até a confundir-se com o telejornal de uma senhora qualquer com a boca grande!

Não poderei nunca falar daqueles que creio serem os problemas da Educação sem falar de mim, e daquilo que me levou a escolher a profissão que Freud disse ser a profissão impossível.

Ideologicamente, a escola é um sítio de transmissão mútua de conhecimentos; um local de formação e educação. Não pode ser nunca um simples depósito de crianças e jovens em que a evolução desregrada da sociedade moderna a transformou.

Todos sabem e vêem que a “coisa está feia”, mas todos fingem não ver; ninguém quer meter as mãos na m…. (como se diz aqui pelo Alentejo), não se vá sujar! Aliás, se a própria ministra do assunto diz que o aumento da violência nas escolas é irrelevante, que mais poderá interessar ou preocupar?

A culpa e a solução passa por todos: pais, crianças, professores, auxiliares de acção educativa (se bem que o tipo de auxílio é seleccionado pelos mesmos!), órgãos governativos, comunicação social (como não, metem o nariz em tudo!) e sociedade externa (entenda-se a parte da sociedade que não tem ligação directa à escola).