segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Força JP II torcemos por ti

João Paulo II é, concerteza, e a par de Churchill, uma das figuras mais importantes do século XX.

É um ícone da Paz e da tolerância; do respeito e do civismo.

Inspira todos os católicos e não-católicos pela sua postura e forma de estar.
É e será insubstituível.

É também um lutador nato; João Paulo II passa todos os dias através da sua luta a mensagem de que com esforço o sonho de um mundo melhor é possível.

Força, estamos contigo, João Paulo.

sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Palmeira - A árvore tradicionalmente alentejana

Pois é, mais uma pata na poça da CMVV:

Grande parte dos calipolenses já deve ter passado numa magnífica rotunda quando se dirigem para Bencatel ou até para o Hipermercado.
Essa mesma rotunda, cujos acessos em curva são só por si um perigo, foi agora "embelezada" com uma magnífica...palmeira! Não é que não goste de palmeiras, pelo contrário, gosto bastante pois lembram-me o verão, ilhas paradisíacas, as férias, mas precisamente por estas razões, critíco esta obra da CMVV.

Numa época em que se deve apostar no que é tradicional, mais típico e próprio de cada região, pois acredito que o futuro se baseia em qualidade e denominação de origem, cunhos pessoais das terras e das regiões naquilo que produzem e fazem, a CMVV coloca na rotunda uma palmeira que não tem qualquer afinadade com a terra alentejana e calipolense.
Porque não um sobreiro, uma mísera oliveira, uma estátua ou até um bloco de mármore?
Quanto temos muitos e bons artistas na terra ,e faço referência especial ao Prof. Carlos Filipe, cujas escultura são elogiadas por todo o país, porque não aproveitar o que é bom e é nosso?

Há coisas que não compreendo...
Já agora cuidado com as curvas quando apreciarem a bela palmeira.
Só falta o mar, mas na nossa terra água é coisa rara, mesmo nas torneiras.

250 novos postos de trabalho - É bom mas não chega...

No Aeródromo Municipal de Évora vai ser construída (a começar ainda em 2005) uma fábrica de aviões. O projecto, no qual vão ser investidos 100 milhões de euros, pertence à GECI, uma empresa francesa.

No total, deverão ser criados 250 postos de emprego em Évora e cerca de 400 postos de trabalho espalhados por todo o país.
O projecto, embora a ideia inicial seja francesa, é português, designa-se «SkyPortugal» e visa a construção do primeiro avião nacional de raiz.

É isto que o Alentejo precisa: mais investimento, mais credibilidade e mais postos de emprego fora dos executivos camarários.

Defendo acordos entre Câmaras Municipais e empresas onde as CMs cederiam às empresas os terrenos necessários para a sua instalação nos concelhos e outras regalias ao nível das taxas e impostos. Em troca, as empresas compremeter-se-iam a assegurar X postos de emprego no concelho durante um período mínimo de X anos e a formar técnicos especializados, caso necessário.

Caso o acordo fosse quebrado pela empresa, além de ter que pagar uma avultada indeminização, todo o património da mesma passaria a pertencer às CMs, que puderiam assim continuar a assegurar o seu funcionamento através da concessão da mesma e, em consequência, manter os postos de trabalho.

Peço desculpa por eventuais situações ilegais nestas ideias e até erros em termos económicos mas é o meu ponto de vista e creio que uma possível resolução para alguns problemas das nossas terras.

Frase da Semana - 7

"O mal de um país onde o governo é fraco não é a força da oposição mas a memória do eleitorado."
Anónimo

terça-feira, fevereiro 22, 2005

Concursos de professores 2005/2006

É fundamental ler, reler e voltar a ler atentamente o Dec Lei n.º 20/2005, de 19 de Janeiro; e também o aviso de abertura do concurso de dia 11 de Fevereiro. Aceder...diariamente, exagerando ou talvez não, ao site da DGRHE, pois lá está toda a documentação necessária e também uma zona FAQ s, com as questões mais frequentes.Centro de atendimento telefónico: 213 476 087Email: concurso2005@dgrhe.min-edu.pt
Atenção ao Calendário:
Inscrição obrigatória: 14 de Fevereiro até 1 de Março (já iniciou esta fase...até agora não há problemas de maior...após envio da inscrição poderá confirmar se a mesma foi efectuada com sucesso)
Envio do cartão aos docentes, com username e password, pelo correio (ctt): chega até 4 de Março
Candidatura Inteligente:
7 de Março a 15 de Abril, atenção à inicial do 1º nome dos candidatosA a H (37%, dizem eles)
7 a 18 de MarçoI a M (40 %)
21 de Março a 4 de AbrilN a Z (23%) - 4 a 15 de Abril;
Atenção os candidatos que se inscreverem num prazo que não corresponde à sua inicial...por exemplo, se é Ana e concorre dia 21 de Março, a sua candidatura não é aceite!!!
Entretanto...atenção e muita atenção...deverão entregar nas escolas a declaração como são opositores ao concurso...não esquecer!!!!
1ª Validação pelas escolas + feedback ao candidato:
A a H: 21 de Março a 4 de AbrilI a M: 4 a 15 de Abril
N a Z: 18 de Abril a 2 de Maio(Se no final da 1ª validação o candidato verificar que a escola não validou a sua candidatura deve alertar para esse facto e então haverá um novo período para validação.)
2ª Validação pela escolas: 3 a 5 de Maio!
O modelo de concurso electrónico tem como princípio chave na responsabilidade total: candidatura do candidato, validação das escolas e do resultado da DGRHE Benefícios da candidatura on-line:Instruções on-line: nas perguntas com maior probabilidade de erro haverá possibilidade de consulta do manual de instruções.
Alertas: Nas perguntas ou situações de navegação com maior probabilidade de erro, haverá alertas para induzir o candidato a corrigir/completar de forma mais adequada.
Auto- preenchimento : Evita a repetição de dados e estabelecerá relações lógicas que permitirão fazer o preenchimento automático de alguns campo (explo:prioridades)
Validação: na submissão da candidatura, haverá validações que obrigam o candidato a realizar alterações até ficar a candidatura correcta.Sistemas de prova e autenticação visíveis pelo candidato.
Inscrição obrigatória: mensagem de sucesso no ecrã; emissão e impressão possível de recibo; publicitação periódica de listas de novas inscrições realizadas com sucesso; envio do cartão de candidato.
Candidatura inteligente: emissão e impressão possível do resumo da candidatura inteligente; emissão e impressão possível de recibo comprovativo da submissão com sucesso;
Publicitação periódica no site da DGRHE de listas de novas inscrições realizadas com sucesso.
Alterações a ter em conta:
(D.L. 20/2005)Artg 12º Preferências - a) máximo de escolas passa a ser 75; b) máximo de Concelhos passa a ser 50; c) poder-se-á concorrer a todas os QZP;Intervalo de horários: a) horário completo b) 18 - 21 horas c) 12 - 17 horas d) 8-11 e) até 7 horas (atenção que no ano anterior houve muita boa gente a ficar colocada com uma ou duas horas...propositadamente ou não...alguns têm horário completo outros nem por isso)
Artg 14º Graduação dos candidatos detentores de qualificação profissional para a docência - arredondada às milésimas e faz-se pela seguinte fórmulaC+ [(Nx1)/365] em que C - nota final de curso Nx1 - dias de serviço docente ou equiparado até o ano anterior á candidatura após a profissionalização... Para os dias antes da profissionalização será N x 0,5!
Artg 48º pontos2 a 6 - Reclamações: Após a publicação das listas provisórias (internet) deve-se reclamar num prazo de 5 dias úteis. Os Verbetes chegam às escolas! As notificações do indeferimento das reclamações fazem-se num prazo de 15 dias a contar do termo do prazo para apresentação das reclamações. As reclamações que não forem notificadas consideram-se deferidas.Ter em atenção pois o ano passado os indeferimentos vieram com 60 e 70 dias.Após a publicação das listas definitivas, os recursos hierárquicos, devem interpor no prazo de oito dias para o membro do Governo Competente.
(Artg 49º)Para finalizar, relembro que segundo o D.L. 20/2005 O Governo Constitucional definiu, no plano da educação, entre os seus principais objectivos, o de valorizar e fazer respeitar o estatuto do docente, prestigiar a profissão e consolidar as condições de estabilidade de motivação e de formação necessárias para ganhar os desafios de uma sociedade em constante mutação. - Fim de citação.
In Alentejano SA

Para a história...

...ficam os resultados das eleições legislativas 2005 no Concelho de Vila Viçosa
Inscritos: 7453
Votantes: 4879 - 65,66%
Abstenção: 2574 - 34,54%
Brancos: 48 - 0,98%
Nulos: 33 - 0,68%
PS 53,31% - 2601
PPD/PSD 19,68% - 960
PCP-PEV 15,29% - 746
CDS-PP 4,06% - 198
B.E. 3,94% - 192
PCTP/MRPP 1,35% - 66
PND 0,37% - 18
PH 0,14% - 7
POUS 0,14% - 7
PNR 0,06% - 3

4 Casamentos e um funeral

A Maria é a República Portuguesa. Quatro Casamentos e um Funeral O António afiançara à Maria que a vida seria um mar de rosas e cheia de prosperidade. O casamento foi feliz e despreocupado. O António era um gastador compulsivo mas a Maria não queria saber nada dessas coisas de dinheiro. "A família não são números", proclamava o António a quem lhe chamava a atenção para os excessos. O que interessava era a qualidade de vida, as grandes festas e as aparências.
Quando um dia, repentinamente, o António fugiu de casa deixando apenas as prestações das dívidas por pagar, a Maria entrou em desespero. Estava de tanga. Atemorizada, casou com o Zé Manel, depois de um curto namoro. Afinal, o Zé Manel parecia ser bem mais ajuízado que o António e talvez trouxesse alguma ordem às finanças lá da casa.
Os rapazes sentiram logo algumas diferenças. As semanadas foram congeladas, o Zé Manel não lhes dava dinheiro para o autocarro e o discurso mudara: "Temos que poupar, não podemos gastar o que não temos", dizia o Zé Manel. Mas aquilo era só da boca para fora. Os costumes da família estavam bem enraízados e, no essencial, tudo continuou como no tempo do António.
Apesar das dívidas cada vez maiores, não se cortava na cozinha, nem nas férias, nem nas contas da água, da luz ou do telefone. Nunca se dizia que não a um livro, a um disco ou a uma ida ao cinema. Não se mexia em direitos adquiridos. Por vezes o gerente da Caixa telefonava, inquietado com o saldo do cartão de crédito. E de vez em quando vendiam algumas jóias antigas para acalmar os credores.
Até que um dia o Zé Manel anunciou que se ia embora. Arranjara um emprego no estrangeiro, muito bem pago. E disse à Maria: "Não te preocupes, eu vou-me embora mas arranjei-te marido novo. Casas-te com o Pedro. Ele cuida de ti."
A Maria assim fez mas o enlace durou pouco. O Pedro era um bocado estouvado e tinha alguns amigos pouco recomendáveis. O pai da Maria não gostava dele nem um bocadinho e fez-lhe a vida negra. E um dia, o Pedro chegou a casa e descobriu que tinha a mala nas escadas.
Agora a Maria vai casar com o José. Foi o pai dela que arranjou o casamento. O José faz-lhe lembrar o António, de quem era muito amigo. O José propõe-se gerir as finanças familiares de outra maneira. Quando a Maria lhe pergunta como é que ele vai fazer ele explica: "É fácil, o objectivo é sermos felizes."
O José já prometeu que as semanadas das crianças vão ser aumentadas, porque é uma vergonha que os nossos filhos tenham menos dinheiro que os filhos dos outros. Vai comprar um computador lá para casa e ligá-lo à Internet, em banda larga. Vai haver telemóveis para todos. "É um choque tecnológico", explica ele. E promete à Maria, que continua a ser a única a trabalhar lá em casa, que não vai precisar de lhe dar nem mais um tostão. O José vai gerir a casa com o que tem. E daqui para a frente, quem paga o café e os cigarros é ele. Essa mania do consumidor-pagador já era.
Soa a banha da cobra mas a Maria quer marido e os bons pretendentes não aparecem. A família da Maria gosta do José. Parece que vem aí um tempo novo e os rapazes já estão fartos de más notícias. O José é recebido lá em casa de braços abertos.
As más surpresas vão começar a chegar lá para o fim da Primavera. E um dia, alguém vai reparar que o título desta história é "Quatro Casamentos e Um Funeral".
In PUBLICO 22-02-05

segunda-feira, fevereiro 21, 2005

O Day After

Santana deve precisar de uma grande caixa de Gurosan para que a azia acalme. Na minha opinião, a culpa desta clara derrota não é de Santana mas sim das "más companhias" com que tem andado. Ele pagou a factura por consentir os erros dos seus "amigos".
E agora, "que fazer quando tudo arde?"
Creio que só resta ter a coragem e os valores éticos e morais demonstados por Paulo Portas que responde aos factos com actos e não com palavras.

quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Debate ou conversa?

Eis a questão.
Duvido muito que o que se passou, ontem à noite, na RTP1, possa ser chamado de debate, até por que para debate é necessária a clarificação de posições e se faltou algo ontem foram atitudes, posições, programas e medidas concretas para uma nação melhor.
Ainda mais que a semi-falta de Jerónimo de Sousa (ficou sem voz; foi pena acontecer num dia tão importante e numa oportunidade única para expor soluções e objectivos!) a "conversa" pautou-se pelo vazio e pelos ataques aos passado (sentir-se-ão Sócrates e Santana na sombra dos antecessores?); ora a Guterres, ora a Durão, os ataques sucederam-se e propostas para o futuro? Já todos sabemos quem foram os culpados de tudo e de qualquer coisa, mas o que é que vai ser feito para remediar os estragos? Que propostas nos apresentam? Que medidas?

Esta é sem dúvida a campanha mais vazia de conteúdo de que tenho memória e não passa disso mesmo de campanha. Com muito papéis, muita música, muita cor e conversa e um plano de futuro para Portugal? Será que ainda ninguém deu pela sua falta?
É altura de um cartão amarelo, não ao governo mas à maioria da classe política portuguesa.
Que ninguém fique em cas e dia 20 todos às urnas. Exerçam o direito ao voto mas com consciência de em que se aplica.

De uma forma ou de outra, todos fomos, somo se seremos responsáveis pelo futuro do país.
Venha quem vier, a luta por um Portugal melhor é direito de todos os portugueses.

sexta-feira, fevereiro 11, 2005

Frase da Semana 6

"O Homem, porque só tem uma vida, não tem qualquer possibilidade de verificar as hípoteses através da experiência e nunca saberá se teve ou não razão em obedecer aos seus sentimentos."
Milan Kundera - A Insustentável leveza do ser

quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Já está! Obrigado a todos!

Atingimos, na passada semana a barreira dos 2000 visitantes.
É profundamente gratificante que muitas pessoas visitem com regularidade este blog. Obrigado a quem "postou", obrigado a quem divulgou, obrigado a quem leu, a quem discutiu etc.
Obrigado Mike, Chico, Zutha, Manel entre outros que se preocupam com a nação e a vila.
Obrigado à força que foi dada mais recentemente por pessoas da nossa vila e obrigado Geraldo sem pavor pela divulgação.
Vamos em frente!
Objectivo: 5000 visitantes e um país melhor!